Você acredita em alienigenas?

domingo, 4 de julho de 2010

Ilha de Páscoa

Situada a cerca de 3700 km da costa sul- americana, com apenas 170 km², esta pequena Ilha, apenas descoberta no século 18, até hoje é um enorme mistério até mesmo para os mais renomados cientistas. Conhecida como o pedaço de terra mais isolado de todo o planeta, é uma ilha vulcânica, com pouca vegetação e nenhuma árvore, a ilha possui um clima diferente das ilhas mais próximas, além do mar ser tão frio, que não possui peixes ou animais vivendo próximos a ilha. São raros os peixes que podem ser encontrados nadando em seus arredores. Há pouca água na ilha, o solo não facilita em nada plantio de alimentos, enfim, tudo demonstra que sobreviver nesta ilha é extremamente difícil, quase que impossível. Árvores, animais entre outros recursos, foram apenas introduzidos após a colonização chilena. Apesar desta dificuldade, a ilha sendo vulcânica, possui muitas, realmente muitas rochas, porém, vulcânicas, rochas extremamente duras e afiadas. Quanto à população da ilha, data possivelmente de 300 a 400 d.C., vindos talvez de ilhas da polinésia oriental, por relações com línguas e culturas da polinésia, conhecido Rapanui. E esta população nunca passou da faixa de 3000 habitantes. Mas, esta ilha é famosa pelas gigantescas estátuas, conhecidas como moais, que são encontra- das ao redor de toda ilha. Estátuas feitas a partir das rochas vulcânicas, esculpidas, polidas e erguidas a quilômetros de distância dos vulcões. Pesando mais de 50 toneladas e algumas com mais de 20 metros de altura, também possuíam chapéus de rochas diferentes dos corpos com 10 toneladas cada. Sabemos que todas foram esculpidas e levadas até o local onde foram erguidas. Então como levaram mais de 50 toneladas até o onde foram erguidas? Não podiam ter sido roladas com troncos, já que não existiam árvores na ilha, e quando vemos o terreno irregular da ilha, notamos a dificuldade que deve ter sido levar as rochas até lá. Mas como levaram? São tantas estátuas que os cerca de 2000 homens que deveram existir jamais conseguiriam esculpir perfeitamente com marretas, levar até o local onde foram erguidas e ainda levantarem os chapéus com 10 toneladas a 20 metros de altura. Não podemos conceber tal fato, é totalmente impossível.

Acima vemos um moai inacabado que fora esculpido inteiramente na rocha vulcânica.
As inscrições e hieróglifos encontrados na ilha até hoje não foram decifrados e nada demonstra como foram construídos. Assim como a ilha ter mais de 3000 habitantes para realizarem as construções. Então o que e como as teriam construído? O que teriam os ajudado? E ainda, o que teriam os inspirado? Atualmente os guindastes só puderam mover os moais menores, com menos de 50 toneladas, e hoje podem ser vistos em diversos museus pelo mundo. Já vimos às relações entre os moais pascoenses e as estátuas e estelas encontrados em Tihuanaco na Bolívia, porém agora sabemos que não existiu nenhuma influência vinda da América do Sul na Ilha de Páscoa. Então a inspiração surgiu, ocorreu, mas não demonstrou influência em nada além da religião e cultura. Então o que ocorreu na ilha? Como ocorreu? Só podemos afirmar que são incríveis, inexplicaveis pela ciência e cheios de mistérios.