Você acredita em alienigenas?

segunda-feira, 23 de agosto de 2010

Explosões nucleares na Antiguidade?

Em 1922, um arqueólogo inglês chamado Sir John Marshall, junto de arqueólogos indianos escavando regiões das civilizações do Vale do Indo, no Paquistão quando numa cidade chamada Mohenjo-Daro, que significa em Sindhi, Monte dos Mortos, descobriu objetos incríveis com 4000 anos de idade. E ali foram descobertos 44 esqueletos que foram achados com as faces viradas para baixo e muitos segurando as mãos dos outros datando entre 1900 1500 anos a.C., período que também a cidade fora abandonada. E nas proximidades foram achados também esqueletos de animais, como cavalos, cães, bois e até mesmo elefantes. Todos encontrados da mesma maneira, como se estivessem vivendo tranquilamente suas vidas quando a morte passou rapidamente pelo local. Sua posição sugere que sofreram uma repentina morte violenta. Muitos cientistas sugerem que a morte deles foi realmente diferente, e o que aconteceu ali demonstra que algo totalmente anômalo ocorreu para a época.Apesar de estar em uma região de muitos animais carnívoros, seus corpos mantiveram-se intactos, nem houve tentativas de escavações e o ponto mais assustador, os esqueletos estão tão bem conservados como se tivessem morrido há poucos anos.
Quando analisamos os arredores de Mohenjo-Daro, vemos sinais impressionantes como a vitrificação de rochas, por toda a região. Vitrificação é um processo por onde rochas passam depois de um estado de magma e depois esfriam retomado o estado sólido. E depois deste processo a rocha toma uma aparência de vidro. A vitrificação ocorre somente quando a rocha é exposta a uma temperatura altíssima, por exemplo, uma potente e destruidora explosão., como visto abaixo.Quando foi analisada por cientistas nos anos 40 e 50, não puderam entender aquelas evidências, e começaram a testar a radiação encontrada no lugar. E fascinantemente descobriram que era muito alta e crescente, numa escala só encontrada até então na região do Novo México, EUA onde foram feitos os primeiros testes nucleares com bombas e também nas ruínas das cidades de Hiroshima e Nagasaki no Japão. Atualmente se ainda formos visitar o local e testarmos a radiação local, notaremos algo incrível que não pode ser encontrado em qualquer local do planeta. Isto sugeriu aos principais arqueólogos e cientistas do mundo inteiro que analisaram o local que ali realmente houve na Antiguidade algum tipo de guerra nuclear ou grande explosão nuclear.
E estes fatos também podem ser encontrados em outras partes do globo, como por exemplo, na África e no Oriente Médio, onde a radiação é tão intensa quanto em Mohenjo-Daro e os sinais de vitrificação nas rochas também existem. Muitos podem pensar talvez uma explosão vulcânica tivesse ocorrido na região e causado as vitrificações das rochas, uma vez que para isto, é necessária altíssima temperatura. Porém em nenhuma destas regiões existiram evidências de atividade vulcânica em milhões de anos, isto demonstra que algo realmente ocorreu, e alta temperatura foi causada por algo ainda não descoberto. Se os textos hinduístas do Mahabharata estavam certos e realmente guerras no passado, com armas que destruíram cidades, armas que provocavam doenças terríveis nas pessoas, ou seja, guerras nucleares. Então onde estariam evidências das armas? E se está teoria de guerra nuclear é ainda apoiada por arqueólogos e cientistas. O que destruiu a cidade de Mohenjo-Daro e matou seus habitantes de forma tão violenta e repentina? A única explicação plausível é aquela contida nas escritas do Mahabharata hindu, e sim, seria a de que seres guerrearam nos céus, e explosões nucleares atingiram a Terra destruindo cidades inteira, matando pessoas violentamente e provocando doenças nas que não tiveram fim imediato.