Você acredita em alienigenas?

segunda-feira, 28 de março de 2011

Faixa de buracos em Pisco Valley

A região é famosa por conter diversos tipos de matérias-primas. E principalmente por conter pedras preciosas muito utilizadas por civilizações locais, como os Incas. Adornos de ouro, hematita e quartzo. Além de ocre vermelho, muito utilizado para pinturas. Por isso, nas primeiras expedições espanholas, muito ouro e outras pedras preciosas eram levados aos montes para a Europa. O ouro em especial era considerado a pedra pura e perfeita pelos nativos que podia chegar a curar os enfermos, uma pedra enviada pelos deuses. E existem evidências de que o ouro poderia ser utilizado em antigas baterias por ser um excelente condutor de eletricidade.

E no Peru, encontramos demonstrações de que muito antes de Cristo, já existiam buscas por ouro. Nativos estariam de fato minando locais e coletando o ouro. Para quê? Apenas para adornos e jóias?
Quando chegamos a Nazca, além das famosas linhas e dos misteriosos desenhos, encontramos algo ainda mais intrigante.

No chamado, Pisco Valley ou Vale do Pisco, existe uma faixa de buracos que se estende por 1.44 quilômetros de extensão, conhecida como Band of Holes. Além de possuir de 6 a 10 metros de diâmetro, 90 cm uma da outra e cada um com até 2 metros de profundidade. Formação totalmente padronizada, como se fosse a marca de algo que rolou pelo sítio.
São cerca de dez mil buracos que foram feito sabe-se lá para que ou quando foram feitos, mas em uma linha perfeita, que só pode ser notada quando vista do céu, assim como as linhas. Talvez passasse alguma mensagem codificada.

Famosos arqueólogos sugerem que seria um campo de plantação de tipos específicos de grãos. Porém nenhuma evidência de semeadura foi encontrada nos buracos. Outros dizem que seria uma formação natural. Mas com tamanha perfeição, só poderia ter sida feita por seres inteligentes. Mas o que ou quem os fez? E para quê?

Teóricos dizem que poderia ter sido feito para levar os guardiões dos céus ou deuses até um campo cheio de matérias-primas. Ou talvez que alguma máquina alienígena passou por ali recolhendo talvez ouro e outras matérias. Nada se comprova, porém a faixa de buracos não tem explicação. Se algo estivesse no fundo dos buracos, já foi há tempos removido. E se foi alguma civilização local humana específica quem os fez, não existe nenhuma evidência.