Você acredita em alienigenas?

segunda-feira, 18 de abril de 2011

Desenhos nas plantações

A 144 km a oeste de Londres, existe o distrito de Wiltshire, uma região histórica de fazendas, muito próximo de monumentos antigos como Stonehenge e Avebury. Em 1978, a cidade se tornou foco de um mistério. Um grupo de círculos surgiu em campos de trigo, cevada e centeio, da noite para o dia.

 
Jornal de Hertfordshire, Inglaterra
Uma antiga história dizia que um demônio ceifador ia às plantações e da noite para o dia fazia. Um fazendeiro da cidade de Hertfordshire na Inglaterra de agosto de 1678 disse que precisava ceifar suas plantações, mas o pobre ceifador cobrava muito e o fazendeiro então afirmou: "O demônio deve fazer o serviço em vez de você.". E no dia seguinte, a sua plantação estava ceifada. Foram três acres e meio em uma noite, algo impossível de ser realizado em uma noite no século XVII. Assim criou-se a lenda do demônio ceifador.
Mas nunca acabaram levando essa lenda muito adiante no tempo, uma vez que não houveram mais relatos. Porém assim que os círculos seguiram aparecendo na mesma região na Inglaterra, estudiosos e teóricos foram investigar. A princípio julgaram serem formações feitas por redemoinhos, mas com o passar do tempo as formações foram se tornando mais complexas, o que eliminou essa possibilidade.
Teóricos então levaram para o lado da paranormalidade, relacionando com OVNIS. Mas por que seres alienígenas gostariam de se comunicar através de círculos em plantações que assim como em Nazca só poderiam ser vistas do ar?
E por que eram feitos na Inglaterra tão próximos das famosas e misteriosas construções megalíticas da antiguidade?
Talvez alguém quisesse se comunicar através dos círculos conosco era o que sugeriam os teóricos. Alguns ainda diziam que eram viajantes do tempo que faziam para passar algum tipo de mensagem.
Desenho próximo de Stonehenge
Foi quando em 1990, dois senhores foram à mídia e afirmaram que foram eles que fizeram os círculos, e provaram em uma noite numa plantação que era possível fazer um complexo círculo com ferramentas básicas, como cordas e tábuas de madeira.
Muitos deixaram de pesquisar sobre, assim que essa afirmação foi feita. Mas ao longo dos anos complexas e mais complexas formações apareciam nos campos ingleses. Especialistas seguiram estudando a fundo cada uma delas. E concluíram que boa parte dos círculos eram impossíveis de serem feitos apenas por mãos humanas em uma só noite.
Um exemplo era que em todas feitas por pessoas, a plantação era disformemente baixada, enquanto em alguns que consideram inexplicáveis, cada haste de trigo era perfeitamente alinhada às outras.
William Levengude
Em 1991, o biofísico William Levengude, terminou uma série de estudos com mais de trezentas formações durante 10 anos com círculos. Concluindo que eram formações feitas por uma energia chamada de plasma vortex giratório, que desceria de um ponto muito alto da atmosfera. Essa energia formaria os círculos com complexos desenhos, mas o próprio cientista disse que não sabia dizer de onde vinha a energia e nem como conseguia moldar os círculos.
Diversos novos estudos foram feitos, mas nenhum concluiu exatamente o que fazia, nem o porquê ou como. Isso significa que tudo ainda segue sendo um mistério.
Um ponto que todos acham relevante é o de que muitos aparelhos levados aos locais considerados legítimos círculos, falham. Celulares, câmeras, baterias, entre outros, acabam não funcionando naquele local. Dai, muitos afirmam que essa estranha energia influi no que ocorre no local, mesmo depois dos círculos estarem feitos.
Mas quem as faria? Espíritos de outra dimensão? Viajantes do tempo? Ou seres extraterrestres? A única afirmação certa é a de que é alguém inteligente.