Você acredita em alienigenas?

terça-feira, 1 de maio de 2012

Locais secretos para visitas na Terra?

Em Omã no Oriente Médio, uma misteriosa caverna permanece escondida nas entranhas na Terra. 
A caverna de Majlis al Jinn, ou Conhecendo a Casa de Jinn, é um imenso vão de 6 hectares e a nona maior caverna do mundo. Os Omanianos ainda acreditam que ela é uma caverna habitada por Jinns ou Gênios. Seres místicos que não são geralmente visíveis aos homens. Diferentemente dos anjos, o Jinns podem tomar suas próprias decisões, possuem livre-arbítrio. Segundo a teologia islã, os Jinns aparecem sempre aos humanos com boas ou cruéis notícias. Mas será que eles existem? E de onde viriam?

Para os teóricos, a essência de um gênio da lâmpada seria um aparelho que demonstrava um holograma com a mensagem de um extraterrestre.

Outros defendem que tanto os Jinns quanto os anjos são seres ultraterrestres. Os ultraterrestres são seres de outra dimensão que poderiam nos visitar de alguma forma. Todos nós vibramos em uma certa frequência de um espaço tridimensional. E é possível que outros seres vibrem em uma frequência mais alta sendo talvez capazes de passar para outras dimensões. Seria uma explicação para os anjos, seres folclóricos e extraterrestres que poderiam ter aparecido na história.

Será que tudo isso explicaria o que atualmente acontece a algumas pessoas. Pessoas que afirmam terem realizado atos cruéis como assassinatos em massa por conta de terem sido ordenador ou receberem algum pedido de uma outra entidade. Exemplos são Charles Manson e David Berkowitz, O Filho de Sam. Apesar de absurdos, e não garantirem nada, os discursos destas pessoas transcendem a história, pois nada explicaria fatos similares.
Filho de Sam e Charles Manson
O Monte Hermon, alto da Terra Santa, esta localizado na fronteira do Líbano, Síria e Israel. No alto das Colinas de Golan, é disputado entre islâmicos, cristãos e hebreus. De acordo com os Evangelhos Sinóticos, o Monte Hermon, foi onde Jesus foi visto conversando com Moisés e o profeta Elias. -- Também o local onde 200 anjos caídos desceram dos céus segundo o livro de Enoque. Mas por que este Monte? 


Em numerologia o número 33 significa o maior nível de consciência. o Monte Hermon está na latitude 33, ou seja, a 33 graus ao norte do Equador. Do lado oposto do globo, temos o exato local do mais famoso avistamento proposto de um OVNI: Roswell, Novo México. Seria uma coincidência? Será que teriam algum significado secreto especial?


Será que tanto os anjos que pousaram no Novo México há milhares de anos e os alienígenas que caíram em Roswell em 1947, pertenciam talvez a mesma raça? Será que o fizeram propositalmente para que descobríssemos nos dia de hoje?

Em caso afirmativo significa que sempre existiram anjos ou extraterrestres em nós? Será que eles vieram para nos guiar e ajudar rumo ao futuro?
O último grande relato desta interação entre humanos e anjos ou alienígenas, foi durante o Islamismo, após isso, desapareceram e nós evoluímos.
Ainda que existam crentes de que o que está na Bíblia é divino ou apenas fantasioso. Precisamos entender que os povos daqueles tempos não era tolo, todos sabiam contar o que viam, se era real para eles não teriam porque inventar ou fantasiar. Os textos sagrados são a prova de que desde aqueles tempos somos visitados por extraterrestres. Estes seres deixaram aquilo gravado e já deviam imaginar que nos dias de hoje entenderíamos o que realmente quiseram nos passar. 

terça-feira, 24 de abril de 2012

Por que os anjos têm asas?

Em Roma na Itália, dentro da Basílica de São Pedro no Vaticano, encontra-se o sarcófago de Julius Bassus. Construído em 359 d.C. o sarcófago contém o que dizer ser a primeira inscrição de anjos alados do Cristianismo.
Túmulo de Julius Bassus
Nos séculos seguintes, os anjos passaram a ser retratados sempre com asas. Mas por que as asas? Os textos bíblicos originais, raramente descrevem anjos com asas de pássaros. Alguns até possuem aparência de humano. Quando um anjo visitou Abraão, ele não tinha asas, era como qualquer humano. Mas Abraão o saudou. Mas como ele poderia saber? Ele tinha alguma qualidade sobrenatural que se fez perceber, que indicava que não se tratava simplesmente de um humano.


O conceito de anjo, como conhecemos, vendo diretamente da cultura greco-romana. Como Hermes e Íris descendo para transmitir mensagens e se passando por seres humanos. Com a mesma aparência dos homens, demonstrando benevolência. Em diversas outras culturas são descritos da mesma forma. Era necessário que houvesse algo para diferenciar eles de nós e dos Deuses. Então muito provavelmente as asas foram colocados para que se entendesse que estes seres podiam voar.

Nativos americanos falavam de povos das estrelas, Egípcios diziam que eram Deuses que desciam dos céus, todo possuíam seu jeito de descrever estes seres que voavam e desciam ao nosso Planeta. Apesar de a própria igreja demonstrar que os anjos podiam voar, através da aplicação das asas em suas imagens. Mas será que o conceito é cientificamente plausível?



Em 2009, um estudo da Universidade College de Londres comparou as ilustrações clássica de anjos alados aos pássaros. Enquanto nos pássaros as asas são laterais e distantes uma da outra, possuindo diferentes músculos que as fazem mexer pra cima e pra baixo. Nos anjos as asas ficam no meio das costas e muito próximas uma da outra. Ou seja, nas costas as asas apenas iriam abrir e fechar, mas não subir e descer. Fora que o anjos, tendo o nosso tamanho e peso, seriam pesados demais para voar. sem aerodinâmica e com muito peso, é totalmente impossível que um humanoide possa voar. Fora que os anjos sempre subiam ou desciam verticalmente. Não saiam voando por ai como o Super-Homem.
Em 1953, a Bell Aerosystems criou o cinto foguete, o precursor do Jet Pack, que é o mais atual e conhecido cinto foguete. Ele pode levantar uma pessoa verticalmente a até 2 Km de altura, voando a 20Km/h. Se imaginarmos que algo similar existia naqueles tempos, os humanos da época iriam imaginar que aqueles seres eram tipos de deuses.


Ezequiel falava sobre uma carruagem voadora. O Antigo testamento falava sobre uma Coluna de nuvem ao dia e uma de fogo à noite. Todas máquinas físicas que os anjos usavam.

O caso de Jacó em Gênesis, 28, é um clássico caso de visualização de um OVNI. Jacó adormece e sonha com anjos que subiam uma escada e esta escada vem do céu. O mais provável seria uma nave com um tipo de rampa, que é descrito como uma escada indo para o céu.

No Monte do Templo, na velha Jerusalém, houveram diversas passagens da Bíblia, como o de Isaac em Gênesis, 22. Deus pede a Abraão que sacrifique seu filho Isaac no Monte Moriá. Quando Abraão estava prestes a matar seu filho, um anjo o impede. O natural é dizer que Deus queria apenas colocar a fé de Abraão à prova, mas teoria sugere que a passagem tem outra interpretação. Uma vez que um Deus jamais iria pedir algo do tipo. É possível que um anjo caído ou um extraterrestre querendo o mal a Abraão e seu filho, passando-se por Deus, faz o pedido. O sacrifício humano sempre foi condenado pelo Cristianismo e pelo Deus-Criador.

terça-feira, 17 de abril de 2012

O que são os Anjos?

Anjos, de acordo com uma pesquisa realizada em 2012 quase 70% dos americanos acredita em anjos. mas o que são eles? enviados alados de deus como descritos na Bíblia, existem querubins que ficam nos observando ou seria algo muito maior que isso?
Os anjos estão nas culturas da América latina, grega e babilônica. Sempre lembramos na Bíblia, mas existem diversos relatos de pessoas que garantem que recebem as visitas de anjos diariamente.
No Gênesis, os anjos são seres divinos enviados à Terra como mensageiros de Deus. Como Deus não poderia interagir com os seres humanos, pois, não seria digno de um Deus. Ele enviou seus mensageiros.
Anjo em hebraico significa mensageiro. Em grego angelus significa mediador. Ou seja, existiriam intermediários que trariam recados de alguém que se chama Deus.
Em si por definição, Anjos não são da Terra. Desta forma, Extraterrestres e Anjos é exatamente a mesma coisa por definição literal.
Na Antiguidade, todos sabiam que anjos não eram deste planeta, mesmo com anjos vivendo entre nós. Desta forma, se atualmente chamados de ETs, antigamente chamavam os mesmos seres de anjos.

Mas e se estes mensageiros não tivessem apenas a função divina e benevolente?
No final dos anos 40, foram encontrados textos de Enoque, próximos ao Mar Morto. E segundo estes textos, os primeiros anjos na Terra foram os anjos caídos. Foi no Monte Hermon que eles caíram, quiseram tomar o poder no céu e foram jogados na Terra. Mas será que isso foi real? Será que não houve alguma briga ou confusão entre os seres, e um grupo quis se separar e veio à Terra?

Enoque citava uma espécie de nave voando que pousou na montanha e vindo à Terra, agiram contra a vontade de Deus. Chegando à Terra se miscigenaram com os humanos.
No Gênesis, existe uma passagem que diz que os filhos dos Deuses copularam com as filhas dos homens. Além do fato, existe uma completa conotação maligna nisso. Enoque dá detalhes dos atos dos anjos. Alguns anjos desceram, tiveram relações sexuais com as mulheres. Enoque não fala que eram Deuses, porém fala que eram Guardiões dos Céus ou Vigilantes. Além dá cópula, houve uma enorme prole. Seus filhos eram chamados de Nefilim.
Nefilim
Uma raça de gigantes similares a Golias, da história de Davi e Golias. Porém, estudiosos garantem que a palavra Gigantes não faz referência a sua estatura física e sim seus poderes sobrenaturais. E de certa forma, corrobora para o fato de não haver nenhuma ossada de gigantes encontradas até hoje.



Não é apenas na Bíblia que vemos seres com tais poderes sobrenaturais. Em diversos desenhos, esculturas e adornos da Antiguidade vemos, seres com asas, meio homem meio animal entre outros. Ou seja, anjos estavam presentes em diversas culturas, como Sumérios, Babilônicos e Egípcios por exemplo. 






No Oriente Médio foram encontrados seres com asas; existem os demônios da mesopotâmia; e na mitologia sumério existe o Pazuzu, que tinha cabeça de leão, corpo de homem e asas de gafanhoto.

Em si, em todas as culturas, os Deuses precisam dos mensageiros para transitar entre céu e Terra, levando qualquer tipo de informação de um para o outro.
A Bíblia é sem dúvidas um dos livros que mais citam esses seres, e é nela que podemos ter as melhores provas de nosso passado. Porém a sua má-interpretação é o que causa tamanha estranheza a todos. Pois, serafins, querubins, arcanjos, anjos e os outros níveis hierárquicos de seres alados são na verdade a prova de que seres de outro planeta visitavam nosso planeta regularmente. O mais correto seria que um grupo de anjos era na verdade um grupo de extraterrestre e um arcanjo seria na verdade um líder do grupo. O mundo deveria parar de fantasiar o livro sagrado e enxergar além.

No Monte Sodoma em Israel, existe uma montanha de sal chamado Esposa de Ló, estende-se a sudoeste do Mar Morto. Seria próximo de onde estariam as cidades de Sodoma e Gomorra. Tanto no Gênesis quanto no Alcorão, anjos vieram até Ló alertar, sobrinho de Abraão, que Deus iria espalhar sua ira sobre a Terra. 
Montanha Esposa de Ló
Haveria uma contagem regressiva que nem mesmo os anjos poderiam parar, e se Ló e sua família não saíssem, não haveria como serem mais ajudados. Todos fugiram, enquanto as cidades eram destruídas. A mulher de Ló virou para olhar e foi transformada numa estátua de sal.


Então isso configura que, anjos ou extraterrestres decidiram ficar do lado de certas pessoas. Será que eles interferiram então no desenvolvimento da humanidade? Não seria a prova que não seriam simplesmente mensageiros de outro mundo? Por que eles chegaram ao ponto de interferir na história do homem, ajudando-os. 

No livro de Enoque, ele diz que existiam 20 Vigilantes que eram responsáveis por aqueles que se apresentavam a ele como, Comandantes, soldados, tenentes. Todos ensinaram algo à Enoque, como astronomia, meteorologia e a arte de fazer espadas de qualidade. Isso poderia acontecer no Reino de Deus? 

Na Bíblia, os anjos são descritos como idênticos aos humanos, entidades físicas, que podem ser ouvidas, vistas e tocadas por qualquer um.

Porém, hoje pessoas acreditam que anjos existem mesmo que não podendo ser vistos. Numa pesquisa feito em 2008, 55% dos americanos acreditam em anjos da guarda. 


Segundo o Islamismo, cada pessoa possui dois anjos da guarda, um em cada ombro. são os anjos escrivães, pois anotam todas as boas e más ações do seu protegido durante toda a vida.

Na Bíblia, no livro de Tobias, escrito entre os séculos VIII e II a.C., o anjo Rafael é o primeiro anjo da guarda citado. Tobias deveria ir até a Persa e enfrentaria todo tipo de coisa em seu caminho. Assim, Deus enviou Rafael para protegê-lo até lá. Então o anjo não era só um mensageiro, era um protetor especial. Mas se os anjos da guarda existem, do que nos protegem? Existe algo tão ruim para eles existirem? Será que os tais anjos caídos seriam o perigo real? 



Tanto o Livro de Enoque, quanto o Apocalipse do Novo Testamento, citam uma batalha cósmica entre o bem e o mal. Muito teóricos acreditam que extraterrestres voltariam à Terra para uma batalha final. Qual seria a verdade?
Em diversos momentos da Bíblia, anjos com poderes especiais são citados não apenas como protetores, mas com o poder de interferir em nossas vidas.

Nos Atos dos Apóstolos no Novo Testamento, narra quando São Pedro, aprisionado em Jerusalém pelo Rei Herodes em 44 d.C.. No meio da noite, Pedro sendo observado por soldados, é tocado e acordado por um anjo que havia atravessado a parede. O anjo pede que Pedro se levante e o acompanhe. O anjo retirou as correntes e abriu a porta da cela. Pedro saiu e notou que todos soldados dormiam. As portas da prisão se abriram sozinhas, o anjo acompanhou Pedro até o Grande Pátio e desapareceu, deixando Pedro sozinho. Será que este encontro foi realmente divino ou teria sido alienígena?

Muitos relatos atuais contam que pessoas dormiam com toda a casa fechada, e quando abrem os olhos no meio da noite se deparam com um anjo no seu quarto. Alguns garantem que não passaria da imaginação das pessoas ou até mesmo projeção. Mas outros garantem que seriam relatos históricos reais.

terça-feira, 10 de abril de 2012

O Raio da Morte

Em maio de 2010, perto do litoral da Califórnia, uma nova e poderosa arma derruba aviões não tripulados em testes secretos realizados pela Marinha Americana. Um laser atira raios de um navio de guerra e atinge aviões a uma distância de três quilômetros voando a uma velocidade supersônica. Chamado de Raio da morte, é uma enorme inovação bélica, porém não poderia já ter existido algo similar antes?

Em 214 a.C. os gregos que viviam em Siracusa, na Sicília, estavam se preparando para um ataque de uma frota Romana com navios de guerra. Mas os textos antigos dizem que a cidade estava muito bem protegida por uma incrível arma nova. Arquimedes haviam inventado uma arma, utilizando um enorme espelho junto a um disco parabólico que focalizava os raios do sol e jogava nos navios da frota, fazendo com que os navios pegassem fogo. Seria uma versão primitiva de raio da morte?


Mas de onde veio toda a inspiração para a invenção de Arquimedes, uma vez que na época não havia nada sequer similar. Alguns teóricos sugerem os textos antigos gregos, de cerca de 600 anos antes desta batalha. Mitos sobre Deuses com armas cósmicas muito poderosas capazes de destruir tudo em sua frente. Como Zeus por exemplo, que em certo momento decidia descer à Terra, com um show de trovões, raios, luzes, fumaça. Ao pisar no solo terrestre, ele era visto como um todo poderoso Deus. Pois não havia tamanha tecnologia na época, era mágico para qualquer um. E Zeus então possuía seus raios, que para onde apontava causava total destruição.



O mesmo caso ocorria com Deuses Hindus com seus poderosos cetros. E tudo era visto como algo incrível por quem vivia no planeta naqueles tempos. Pois, jamais pensariam que aquilo pudesse talvez ser uma tecnologia muito avançada.

Cetro Hindu


Podemos encontrar possíveis provas destes fatos ocorridos na antiguidade no norte da Escócia, por exemplo. Onde enormes construções antigas como muros de pedra, parecem ter sofrido com intensos raios e muito calor. Pois suas rochas aparentam estar em um estado de vitrificação. E para se chegar a este estado, deveriam passar dos 1000 graus Celsius. Nenhuma fogueira poderia elevar a temperatura a este patamar. Seria basicamente impossível, pois para se vitrificar uma rocha, seriam necessárias diversas horas de um calor de 1000 graus concentrados em um local.


Por mais incrível que possa parecer, apenas as rochas destas construções no norte da Escócia estão assim. Outras nos arredores não estão neste estado e nem ao menos outras construções similares na própria Escócia. Talvez, fosse também algum tipo de raio da morte.
E na própria Mitologia Celta, havia um Deus Sol, chamado Lug (ou Lugh), também Deus da Guerra, que segurava uma lança mágica com incríveis poderes, muito similares aos dos raios de Zeus, na Mitologia Grega.

Sua lança soltava raios poderosos e fogo quando ele assim quisesse. Então, em batalhas, seria muito simples para Lug soltar raios e fogo nos inimigos. Segundo a lenda, milhares de pessoas e diversos exércitos pereceram sob a poderosa lança de Lug. Ninguém era capaz de vencê-lo, uma vez que sua lança era mágica. E ela foi possivelmente a responsável pela vitrificação das rochas no norte da Escócia.

Mas será que Lug era na verdade um alienígena e sua lança, uma poderosa e avançada arma? Ou será que já fomos mais avançados no passado?